O QUE É BABYWEARING E SEUS BENEFICIOS



O QUE É O BABYWEARING 
Por Denise Gurgel
Babywearing é o termo utilizado para essa forma de carregar o bebê como se você estivesse vestindo o bebê e para os pais não há coisa melhor do que estar pertinho do filhote!

Essa prática de transporte coladinho ao corpo é muito comum em muitas culturas (africanas, asiáticas e indígenas), “slingando” através de tecidos que em nada se parecem com o canguru que conhecemos.
Cangurús
Os cangurus permitem uma postura anti-fisiológica dos bebês, nas quais as pernas ficam penduradas gerando uma postura da coluna inadequada, distribuição de peso incorreta e perigosa, pois a base de apoio se incide na genitália do bebê. Além desses fatores, os pais só poderão usá-lo mais para frente, por volta dos três-quatro meses quando o bebê possui melhor controle da cabeça.
Já o sling permite uma postura fisiológica do corpo do bebê em suas várias possibilidades de posição, seja na horizontal, sentada de Buda, barriga com barriga, de frente para o mundo, apoiada no quadril e nas costas. Artigo recente da Red Canguro (Associação Espanhola para o Incentivo ao Uso dos Carregadores de Bebê) revela que tanto a coluna como o quadril do bebê são “respeitados” pelo sling, pois a postura rã na qual o bebê senta com as pernas abertas com 45° em relação ao eixo corporal, quadril flexionado e joelhos ligeiramente superiores ao bumbum, permitem que a cabeça do fêmur tenha um encaixe perfeito no acetábulo do quadril contribuindo até mesmo para o tratamento de displasia leves de quadril.
Pouch Sling Baby Bacano
Muitas mães já saem da maternidade slingando seu pequeno, o que é maravilhoso para ambos, já que o sling permite a continuidade da barriga e a união dos dois corpos nesse momento tão importante. Para a mãe diminui o vazio da perda da barriga preenchida pelo bebê no sling, para o bebê o aconchego, o conforto da posição intra-uterina e o contato íntimo do toque do corpo da mãe/ pai. Portanto, pode ser usado desde o nascimento até os dois/ três anos, por volta dos 10-20 kgs da criança. É um acessório simples que respeita a fisiologia do bebê sem pressionar nenhuma região, acompanha o crescimento do bebê e facilita o dia-a-dia dos pais.

São vários os tipos a escolher e posições a serem exploradas conforme o bebê cresce, tais como: o ring sling (tecido com duas argolas que permite uma perfeita trava), pouch sling (sem argolas, é feito sob medidas), mei-tai (tecido com alças cruzadas na costas e amarradas na cintura) e wrap (tecido longo amarrado nas costas).


BENEFICIOS DO BABYWEARING


Para o seu bebê:
• O sling é similar à posição de aconchego e fechamento nos braços da mãe, portanto a coluna fica alinhada na posição intra-uterina, posição de conforto físico e emocional;
• O contato tátil, os movimentos, a batida do coração e respiração da mãe permitem um acolhimento como o do útero;
• Permite várias posições respeitando e favorecendo o desenvolvimento sensório-motor e aquisição de habilidades;
• Permite a posição vertical com bom apoio de cabeça, mesmo para bebês novinhos, sendo indicada para bebês que possuem refluxo gastro esofágico, prevenindo a regurgitação;
• Tanto a posição de Buda, como a proximidade e carinho do corpo da mãe diminuem crises de cólicas;
• São mais tranqüilos, seguros, dormem com boa qualidade de sono e choram menos;
• A proximidade e estímulo corpo a corpo favorecem o ganho de peso, melhor tônus muscular, coordenação motora, reações de equilíbrio e o aprendizado das expressões faciais;
• Enxergam o mundo na mesma linha de quem o carrega diferentemente das visões baixas permitidas pelos carrinhos e bebê conforto;
• São mais independentes, interagem melhor com o outro e com objetos.


Sling de argolas Baby Bacano
Para os pais:
• Permite uma melhor vinculação, interação, comunicação, observação e aprendizado da linguagem corporal do bebê;
• É prático, fácil de manusear e facilita na hora de sair. Os pais sabem bem o quando um simples passeio exige preparo;
• Quem usa pode se relacionar com as pessoas e objetos, pois as mãos ficam livres;

• Permite a livre amamentação;
• É companheiro saudável tanto no momento do bebê pegar o sol da manhã e do final de tarde, como nas caminhadas em busca da forma da mamãe permitindo a visão dos obstáculos.
As argolas devem ser testadas e aprovadas para suportar a tração, podendo ser de nylon injetado, alumínio ou inox. Desconfie se tiverem emendas, aberturas, se forem finas ou achatadas.

Ao usar o sling verifique as costuras, argolas e se está bem posicionado e firme, se há ventilação com entrada e saída de ar para o bebê, não deixe o queixo do bebê encostado no tórax para não obstruir a respiração (medida de cautela também realizada quando estiver no colo), evite colocar objetos dentro do sling (brinquedos, manta), se usar manta externa ou o próprio sling não cubra o bebê por inteiro, não corra e salte, evite usar saltos, evite aglomerações. Bebê no sling não substitui o bebê conforto no carro e não cozinhe slingando.


10 RAZÕES PARA VOCÊ USAR UM SLING
1 – Praticar Babywearing é conveniente. Usando o seu sling você pode caminhar livremente sem ter que se preocupar se o chão tem degraus ou com o meio-fio ao atravessar a rua. Os carrinhos de passeio são pesados e grandes demais e alguns pais podem não querer levá-los a todo lugar. Além de tudo o bebê não parece muito confortável se movendo na altura dos joelhos dos adultos. O sling pode ainda servir como trocador, manta, protegendo também o bebê dos estímulos sonoros e visuais durante a caminhada e permite uma amamentação bem discreta. É bem útil nas viagens onde temos que carregar o bebê no colo e precisamos das mãos livres para as malas!
2 – Usar um Sling ajuda no desenvolvimento do seu bebê. Quando você caminha com seu bebê no sling pertinho do seu corpo, ele fica sintonizado com o ritmo da sua respiração, o som das batidas do seu coração e todos os seus movimentos – caminhar, inclinar, alcançar. Esta estimulação ajuda a regular as próprias respostas físicas e também o sistema vestibular que controla o equilíbrio. O sling é em sua essência uma “barriga de transição” para o recém-nascido, que não tem o controle das funções físicas e dos seus movimentos. Mecanismos artificiais para balançar os bebês não produzem os mesmos benefícios.
3 – Bebês que usam Sling são mais felizes. Estudos têm demonstrado que quanto mais os bebês são carregados, menos agitados eles ficam e menos eles choram. Em algumas culturas indígenas onde o sling (ou babywearing) é comum, os bebês choram geralmente alguns minutos por dia – ao contrário dos bebês ocidentais que chegam a chorar horas por dia. Chorar é exaustivo para os pais e para o bebê e pode prejudicar o desenvolvimento mental pois o cérebro do bebê fica sempre inundado por hormônios do stress. Bebês que não gastam sua energia chorando, calmamente observam e aprendem mais sobre o seu ambiente. Usar o sling pode ajudar muito com as cólicas e ajuda também os bebês que precisam de mais atenção (high needs). Bebês que não tem cólicas também se beneficiam muito com a segurança e aconchego que o sling oferece.
4 – Praticar Babywearing é um ótimo exercício para você. É difícil encontrar algum exercício que uma recém mamãe possa fazer. Carregar o seu bebê juntinho de você na maior parte do dia ou fazer uma caminhada com o seu bebê no sling fará muito bem ao seu corpo. Uma longa caminhada com o sling é muito bom para fazer o bebê dormir.
5 – Crianças maiores apreciam a segurança do sling. Quando pensamos no sling já imaginamos um bebezinho todo aconchegado, mas ele é muito útil para as crianças maiores (até aproximadamente 20kg). O mundo está cheio de perigos para as crianças nessa idade e eles se sentem mais seguros estando dentro do sling quando eles precisam. Crianças são predispostas a serem superestimuladas, caminhar no sling conforta e faz com que se acalmem antes que aconteça uma crise. Também é muito prático em lugares como zoológicos, parques, aquários onde uma criança num carrinho não consegue ver muita coisa.
6 – O sling ajuda a comunicação entre você e seu bebê e fortalece o vínculo. Quanto mais seguro você se sentir como pai ou mãe, mais você pode relaxar e curtir sua criança. E a maioria dos que se sentem seguros como pais são capazem de discernir os sinais que o bebê dá com sucesso. Quando seu bebê está perto de você no sling, você se torna mais sensível às suas expressões e seus gestos. Muitos pais que usam o sling com seus bebês dizem que não conseguem distinguir os tipos de choro do seu bebê (mesmo que os livros sobre cuidar de bebês digam que eles deveriam) – porque seus bebês são capazes de se comunicar efetivamente sem chorar! Cada vez que seu bebê consegue comunicar que está com fome, entediado, ou com a fralda suja sem chorar a confiança dele em você aumenta e sua segurança como pai/mãe é reforçada. É um ciclo de interações que constói o vínculo e torna a vida mais aproveitável para todos.
7 – O sling é uma ferramenta para pais, avós, avôs e outros cuidadores. Ele é muito útil na vida de todos que cercam os cuidados com o bebê. Estar no sling proporciona ao bebê acostumar com a voz, batimentos cardíacos e movimentos de quem o cuida e fortalece o relacionamento entre os dois. Os pais não têm a mesma ligação automática que as mães têm na gestação. Mas isso não significa que eles não possam estabelecer isso depois que o bebê nasceu. O mesmo com babás, avós e avôs, e todos que têm contato com o bebê. “Slingar” com o bebê é um ótimo meio de você inteiragir com o bebê na sua vida e ele te conhecer melhor.

8 – O sling é um lugar seguro para o bebê ficar. Ao invés de ficar passando perto dos escapamentos de carros dentro de um carrinho num estacionamento por exemplo, o bebê estaria muito mais seguro perto do seu corpo. O sling também porporciona mais segurança emocional e a criança poderá experimentar o mundo com mais segurança e no seu próprio ritmo. Também dificulta as pessoas que ficam pegando o bebê e manipulando em horas impróprias.
9 – O sling é econômico. Ao contrário dos carrinhos e cangurus convencionais, o sling é muito mais barato. Provavelmente depois de começar a usar o seu você verá que ele é muito mais útil e econômico. Ele pode ser ‘passado para frente’ por pais que não precisam mais ou comprados novos. Nada mal pra algo que você vai usar diariamente por alguns anos!
10 – É divertido “slingar” seu bebê. Quem não gosta de carregar um bebê cheirosinho fofinho e sorridente? Quando seu bebê é maiorzinho fica muito mais fácil conversar e interagir com ele e perceber as reações dele com as novas descobertas. Também é mais divertido para ele pois está no nível dos olhos dos adultos. Sua criança se sente mais parte da sua vida e você se encantará cada dia mais com a pessoa especial que ela é.
original aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário